E-CONS

 

Projeto soldadinho-do-araripe

Weber A. de Girão e Silva

Ciro Albano

Sobre o projeto

A ave que tanto chamou atenção de Weber por sua beleza, fez com que o pesquisador dedicasse a sua vida à conservação da espécie, de modo a interagir melhor com os atores sociais locais, aproveitando a ave como uma espécie bandeira da conservação florestal e hídrica, mantenedora da qualidade de vida de milhares de pessoas. Acreditando nesta iniciativa, o Programa E-CONS aposta em Weber e seu trabalho, para possibilitar a replicação de suas ideias não somente na Caatinga, como nos demais biomas do país.

Com excelente articulação e envolvimento com a comunidade local, Weber já atingiu expressivos resultados, como o profundo envolvimento da população, que passou a conhecer cada vez mais o soldadinho-do-araripe, replicando a importância da manutenção da espécie para a conservação da natureza, já que a ave só se reproduz em região de nascente, e por este motivo é um importante indicador da biodiversidade local.

Além dos resultados diretos alcançados com a iniciativa de proteção do soldadinho-do-araripe, Weber fomenta a conservação da Caatinga como um todo, por meio de trabalho de articulação e envolvimento junto às unidades de conservação da região, fundamental para influenciar o fortalecimento e criação de áreas protegidas, tanto particulares, como públicas.

VOCÊ SABIA?

O soldadinho-do-araripe só se reproduz em áreas de nascentes da Chapada do Araripe, no Estado do Ceará, e por isso é considerado o guardião das águas. Ao conservar o soldadinho estamos contribuindo para a manutenção de água em uma região extremamente carente desse recurso.

Soldadinho-do-araripe_Foto_Ciro Albano (3)
Credito: Angela Kuczach
Soldadinho-do-araripe_Foto_Ciro Albano (4)
Crédito: Ciro Albano
Soldadinho-do-araripe_Foto_Ciro Albano (5)
Crédito: Ciro Albano
Soldadinho-do-araripe_Foto_Ciro Albano (6)
Crédito: Ciro Albano

Sobre Weber A. de Girão e Silva

Quando ainda estava no terceiro ano da faculdade de Biologia pela Universidade do Ceará, em 1996, Weber Girão visitou a região da Chapada do Araripe e participou da descoberta de uma espécie de ave, o soldadinho-do-araripe. Esse episódio influenciou a sua trajetória profissional e, desde então, Weber vem se dedicando a tarefa de estudar, entender e lutar pela conservação dessa espécie, que, por sua distribuição extremamente restrita, encontra-se criticamente em perigo de extinção.

As ações iniciadas por Weber ganharam força em 2004, com a parceria entre ele e a Associação Aquasis, ONG cearense que decidiu incorporar em seu planejamento ações voltadas às espécies ameaçadas. Fruto desta parceria, Weber criou o Projeto Soldadinho-do-araripe, tendo como foco principal ações para combater a iminente ameaça de extinção à espécie, somando anos de pesquisas e monitoramentos, levantamentos e divulgação de informações sobre o soldadinho-do-araripe para a população.

Há dois anos, Weber e sua esposa decidiram se mudar para Crato, cidade onde está concentrada boa parte da população remanescente do soldadinho-do-araripe, em uma forma de melhor desenvolver mecanismos que promovam a conservação da espécie e da biodiversidade local. Entre as ações realizadas estão o envolvimento massivo da comunidade, participação no desenvolvimento de políticas públicas e processos de criação de unidades de conservação. Esta iniciativa, realizada há 15 anos por Weber, já alcançou diversos resultados em conservação de habitat e da espécie, ao envolver proprietários de áreas onde há ocorrência do soldadinho-do-araripe, bem como a comunidade local, transformando a ave na espécie bandeira da região, além de influenciar o fortalecimento das unidades de conservação públicas e incentivo à criação de unidades de conservação particulares.

Resultados

Ação apoiada