E-CONS

 

O homem da Canastra e o lobo guará

Jean Pierre Santos

Rogério de Paula

Sobre o projeto

O encanto pela natureza, a percepção e conhecimento da região em que vive, fez com que Jean, há 15 anos, iniciasse seu trabalho em prol da conservação no Cerrado, com muita garra e dedicação. Acreditando neste trabalho, o Programa E-CONS aposta em Jean e sua iniciativa, para proporcionar não somente um maior suporte às ações realizadas na região, como também a possibilidade de replicação de suas ideias no bioma.

Com sua boa articulação e envolvimento com a comunidade, Jean já atua na mudança de percepção dos moradores da Serra da Canastra sobre a importância e necessidade de valorização da biodiversidade, em especial o lobo-guará – espécie bandeira da região, mas que devido ao conflito decorrente da predação sobre animais domésticos, é perseguido e abatido pelos moradores. As ações de Jean para diminuição desses conflitos são simples e diretas, refletindo o modo de vida da sua comunidade, e incluem educação ambiental e construção de galinheiros-modelo como método preventivo a ataques dos lobos.

A iniciativa de Jean já é um sucesso e com o apoio do Programa E-CONS será ainda mais divulgada e reconhecida. Além dos resultados diretos do seu trabalho, ao atuar com essas comunidades, Jean fortalece a conservação da região como um todo, incluindo o Parque Nacional da Serra da Canastra, unidade de conservação (área protegida) fundamental para a manutenção do Cerrado e que inclui em seu território as nascentes do Rio São Francisco, um dos principais rios do Brasil e responsável pelo fornecimento de água em praticamente todo o Nordeste.

VOCÊ SABIA?

O Parque Nacional da Serra da Canastra é a sexta maior Unidade de Conservação do Cerrado e abriga em seu território a principal nascente do Rio São Francisco. Proteger as espécies que ali habitam, envolvendo a comunidade local no tema da conservação é a melhor forma de fortalecer essa área protegida em longo prazo.

Jean Pierre_Cr_dito de Rog_rio de Paula (7)
Crédito: Rogério de Paula
Jean Pierre_Cr_dito de Rog_rio de Paula (9)
Crédito: Jean Pierre Santos
Jean Pierre_Cr_dito de Rog_rio de Paula (6)
Crédito: Jean Pierre Santos
Rogério Cunha de Paula3
Crédito: Rogério de Paula
Jean Pierre_Cr_dito de Rog_rio de Paula (8)
Crédito: Rogério de Paula

Sobre Jean Pierre Santos

Aos pés da Serra da Canastra, em 1980 nascia, no interior de Minas Gerais, um garoto que anos depois demonstraria a sua paixão pela biodiversidade da região e edificaria uma iniciativa exemplar de conservação da natureza. O jovem, Jean Pierre, morador de São Roque de Minas, é o líder de um trabalho que transformou moradores da região de inimigos em aliados na conservação do logo-guará e do ambiente onde vive esta espécie ameaçada, o Parque Nacional da Serra da Canastra. Filho de funcionários, Jean sempre que tinha oportunidade visitava o Parque da Canastra e, ao longo dos anos, desenvolvia um grande amor e respeito pela natureza.

Jean Pierre_Cr_dito de Rog_rio de Paula (3)
Crédito: Rogério de Paula

Enquanto crescia, porém, Jean passou a perceber que devido aos conflitos decorrentes da desapropriação de terras na área do Parque, estava vivendo em uma sociedade desinformada, que condenava todas as ações de proteção da natureza. O conflito existente entre os moradores incomodava Jean, que tinha vontade de mudar esses paradigmas, mas ainda sem saber como.

A oportunidade veio em 1999, com a chegada do biólogo Rogério de Paula à região, para estudo sobre o lobo-guará. Jean foi contratado como assistente de campo e Rogério, até então seu patrão, virou amigo e incentivador, transformando o “seu projeto” em “nosso”, junto com o Jean. A partir desse momento a história mudou. Jean começou de fato a trabalhar com conservação na região e percebeu a necessidade de buscar aprimoramento dos conhecimentos técnico cientifico e assim fazer a diferença em todas as suas ações futuras.

Resultados

Ação apoiada